sábado, 4 de janeiro de 2020

Momento econômico e perspectivas para o Brasil 2020.

Olá pessoal que segue nosso Blog.

Segue dois vídeos muito interessantes para assistirmos e entendermos a situação econômica do Brasil para 2020.

O primeiro: Brasil 2020: Perspectivas econômicas.



O segundo: Central GloboNews: Balanço da Economia em 2019 - Paulo Guedes


Gostei muito destes vídeos para entender o que esperar do Brasil em 2020, assim como aprofunda a discussão em alguns pontos que não vemos na TV.

Um abraço e até o próximo post.

sábado, 14 de dezembro de 2019

O Brasil de volta ao trilho do crescimento



Já estamos nos últimos dias do ano, e finalmente temos uma projeção boa para o futuro brasileiro, bem diferente dos últimos anos. 

Realmente é o que sentimos, que 2020 é o ano da retomada, do crescimento e da geração do emprego. 

Tenho um amigo que estava desempregado por mais de um ano, e recentemente foi contratado por uma grande montadora de veículos, o interessante que ele e mais de 60 novos montadores, estão sendo preparados para aumentar a produção do próximo ano. Assim como as grandes empresas estão otimistas e já se planejaram para o aumento da demanda, os pequenos empresários também já sentem uma melhora. Há alguns meses eram poucos casos de empresas que estavam fechando positivo, agora é a grande maioria que estão com a expectativa em alta. 

O Copom aplicou mais um novo corte na taxa básica de juros (SELIC) nesta semana, chegando a margem histórica de 4,5% ao ano, em uma entrevista do presidente da caixa econômica ele afirmou que quando a taxa básica baixar a caixa vai baixar no outro dia seus juros. E vejam que não é nada forçado igual foi no governo passado, mas comprovado matematicamente, e desta maneira, os outros bancos seguirão a tendência. Até porque não fazia sentido a SELIC em baixa e os bancos privados cobrando juros absurdos. 

Em relação ao desemprego, neste ano deve ter uma contratação próxima de 1 milhão segundo o presidente da FIESP, o Sr. Paulo Skaf. A redução da taxa SELIC vem no sentido de ajudar a baixar a taxa de juros dos financiamentos, com isso os empresários investirão mais em suas empresas e necessitarão de mais mão de obra. 

O cambio está equilibrado, chegou a bater recordes de aumento, mas já está retomando para uma projeção de R$4,10 o que garante uma visão clara para quem importa e também ao exportador. 

A credibilidade do Brasil em relação ao mercado internacional está em retomada de confiança e logo teremos mais empresas investindo no nosso Brasil, no estado de São Paulo e quem sabe na cidade de Santa Bárbara d´Oeste. 

Neste ano o crescimento do PIB deve ficar acima dos 1,1% segundo divulgação do Banco Central do Brasil e para 2020 já existe economistas acreditando na possibilidade de chegar a 3,0 %. No último mês estive com o gerente de infraestrutura da FIESP e perguntei se teremos energia elétrica para um ritmo de crescimento, e a resposta foi positiva, sim há espaço para crescer. Ou seja, temos tudo para dar certo. 

Temos um governo preocupado com os empreendedores, vejam esta fala do vice-presidente Hamilton Mourão na abertura do 13º Congresso Brasileiro da Construção (ConstruBusiness) 

“Sabemos que empreender é um desafio, mas temos trabalhado para retirar o peso das costas de quem investe e produz neste país, que são vocês, os que conhecem tão bem as dificuldades oriundas de ambiente burocrático e com baixo dinamismo econômico” 

Tivemos ao longo do ano muitos ganhos conquistados pelo trabalho da equipe do CIESP e FIESP que defenderam os interesses das nossas indústrias, como por exemplo: 

· A suspensão do bloco K; 

· MP 905 que trata do programa de contrato Verde Amarelo; 

· Normatização de várias Normas Regulamentadoras, principalmente a NR12; 

· A Reforma da Previdência; 

A FIESP ajudou a esclarecer a inverdade sobre o desmatamento na Amazônia através de um estudo exclusivo em vários idiomas, material que foi apresentado aos 50 principais CEOs de empresas internacionais, também cobramos a redução dos juros abusivos através da campanha não vou engolir sapo. 

Em um evento em Brasília, o nosso Presidente da República, Sr. Jair Bolsonaro lembrou que: “as indústrias podem até sobreviver sem o governo, mas o governo sucumbirá sem as indústrias, e que ele vai fazer de tudo para não atrapalhar os empresários”. 

Com todo este otimismo, agora é hora de planejar estrategicamente o que podemos fazer no próximo ano para aproveitar a oportunidade que estará em questão. 

Fiquem com Deus e desejo um Feliz Natal e próspero ano novo a todos. 



Nivaldo J Silva, diretor do CIESP de Santa Bárbara d´Oeste, 
diretor do e-Commerce www.LuGuicommerce.com.br




quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Empreendendo com os Filhos 2



Recentemente participei de uma palestra sobre ecommerce e o palestrante Alex Moro, um especialista do mercado, comentou do projeto que ele tinha lançado chamado De 0 a 30K.

A ideia é iniciar um ecommerce gastando quase nada, e tendo como alternativa iniciar as vendas de produtos usados e que não sejam mais utilizados em casa.

Eu saí de lá e fiquei imaginando o que poderia fazer. Como já trabalho com ecommerce na LuGui, teria que ser algo separado e em horário de folga. Quando cheguei em casa, conversei com a família e surgiu a proposta de vendermos roupas usadas e eletrônicos que não utilizávamos mais.

Com o envolvimento dos filhos Guilherme 13 anos e a Luísa com 11 anos, lançamos a Milu Modas, inicialmente colocamos vários produtos para serem vendidos no Mercado Livre. Esta plataforma é a maneira mais rápida e econômica inicialmente, as primeiras 10 vendas de produtos usados não têm custo nenhum e após isso só paga a comissão somente quando ocorre a venda.

Logo após vender os primeiros itens foi a hora de dar um toque profissional, criamos a conta no Instagram, lançamos um site próprio com logo, também iniciamos as vendas no aplicativo OLX e no Enjoei.com.

As tarefas ficaram divididas da seguinte maneira, todos ajudaram a separar os produtos, depois tiramos fotos, o Guilherme ajudava a recortar e tratar a foto no Google fotos e a Luísa ajudava a escrever a descrição de cada produto. Também houve pesquisa de mercado, pois não adianta querermos vender um produto a um preço alto se todos os concorrentes estarem vendendo a um preço inferior, assim como o contrário, se o mercado permite vender com um valor maior, ótimo, vamos aproveitar.
Aprendemos um pouco mais sobre fotos no evento da B2W Sellers Day.

Colocando em prática e tirando foto dos produtos com nosso Pop Up Studio - o qual eu recomendo muito, principalmente para produtos pequenos.

Brincando com a cachorrinha Katy e tirando foto dela também.

Depois de cadastrados todos os itens, chegou a hora de responder as perguntas, o Guilherme ficou com a conta do mercado livre no seu celular e a Luísa com a conta do OLX e Enjoei. Claro que eu e a minha esposa acompanhávamos de perto e dávamos um suporte na maior parte do tempo, pois, a prioridade dos filhos é o estudo, mas ter a noção de empreendedorismo, canais de vendas, precificação, campanhas de marketing, e logística, não tem preço. Principalmente pelo aprendizado ser na prática e não na teoria somente.

A ideia foi boa e logo eles se interessaram em buscar mais produtos para vender, a Luísa separou alguns livros que já fazia tempo que tinha lido, e ficou feliz de ver que logo vendeu, o Guilherme separou uma chuteira Nike que estava bem conservada a qual saiu muito rápido. O interessante neste ponto é observar que desde o primeiro cliente já deve ser definido qual serão os valores e os princípios da sua empresa, se o produto tem um defeito, tem que ser destacado na foto ou na descrição, pois, não adianta querer enganar ninguém. Hoje o cliente tem o empoderamento, ele tem uma voz muito mais forte do que anos anteriores, e acreditem, algumas empresas grandes ainda não aprenderam esta lição.

Participo de muitos eventos em São Paulo voltados para ecommerce, e sempre tiro foto e compartilho para a família, isto para eles ficarem atentos ao que está acontecendo com o mercado. Acreditamos que com isso eles serão pessoas mais atentas as mudanças, profissionais com a mente mais aberta a ideias e inovações. Utilizamos desde o primeiro dia o conceito de startup, “feito é melhor que perfeito”. Sem dúvida que aprendi muito com eles, principalmente as funcionalidades das redes sociais e a melhor maneira de escrever para o público jovem.

Escrevi um artigo em 2016 falando sobre empreender com os filhos, e fico feliz de escrever outro artigo alguns anos depois sobre o mesmo tema e ver como estamos evoluindo neste projeto chamado família.

Sabemos que não adianta pressionar os filhos para um caminho profissional, eles vão ser o que desejarem ser, ensinar empreendedorismo a eles com certeza é a melhor maneira deles terem sucesso pessoal.

Fiquem com Deus e vamos com tudo para o sucesso destes jovens.


Nivaldo J Silva, diretor do CIESP de Santa Bárbara d´Oeste,
diretor do e-Commerce www.LuGuicommerce.com.br
Incluirei algumas fotos no blog www.empreenderEsuperar.blogspot.com.br

terça-feira, 23 de julho de 2019

Eventos de ecommerce 2

Participamos recentemente do Marketplace Summit 2019 e neste post apresento algumas fotos, insights e tópicos discutidos e apresentados no evento que durou 2 dias no São Paulo Expo.


Muitas feiras já mudaram o local de exposição e este endereço ficou como o principal para receber os grandes eventos de negócios. 


Além de tirar fotos para este blog, temos que aproveitar para divulgar nas redes sociais, e a mais importante atualmente é o Instagram 


Logo na abertura o pessoal a B2W apresentaram a importância do Retail Anywhere, onde o ominichannel ganha destaque e 



O mercado mudou, de maneira que o cliente começa a consulta no mobile, depois vai para o desktop, realiza sua compra para retirar na loja, temos que estar preparados para a evolução do consumidor e da jornada de compra dos nossos clientes.


Quem possui loja física pode ter uma vantagem em relação a quem está somente no online, pois, o cliente muitas vezes consulta online e acaba indo na loja para testar o produto ou tirar suas dúvidas, e quando isto acontece, a venda de outros produtos adicionais pode acontecer. 




44% das compras são online, 75% descobrem ou pesquisam pelo celular.
Fica aqui o link do canal do Alexandre Nogueira que deve ser seguido pelos empreendedores de ecommerce, aprendi muito assistindo seus vídeos.

Os negócios precisam ser administrado com muito cuidado quando o assunto é finanças, a palestra da Nathalia Arcuri foi show.


Roberto Butragueño Revenga diretor da ebit apresentou a mudança da classificação dos clientes, onde agora todos somos omnishoppers, entenda melhor neste artigo.

Em 2018, o brasileiro passou a visitar 8 canais varejistas diferentes para realizar suas compras ao longo do ano, quase 4 a mais comparado a 2013.
Baixe o Webshoppers 39 



No segundo dia aproveitamos para visitar os stands e tirar todas as dúvidas possíveis.

Tinha um stand apresentando um projeto de utilização de drone para entrega dos produtos, veja mais neste link.

Muito material apresentado pela Cris Arcangeli, este serve para todos os momentos.

Top.


Fechamos o dia com uma palestra muito boa falando sobre o atrito nos negócios online.
Olha só que absurdo: Fomos no cinema da região e compramos online, chegamos na fila de entrada e a atendente viu no nosso celular o ingresso e falou que era necessário ir na bilheteria para eles imprimirem. kkkk absurdo, em pleno 2019 ter uma bilheteria para imprimir os ingressos vendidos online. É deste atrito que o pessoal do facebook estava falando na palestra. 


A ordem do dia foi, cumpra a promessa do agora!

Gostei muito de todas as palestras que assistimos, voltamos para o escritório com um desafio, o de colocar em prática algumas pequenas ações, mudanças ou insights.

Estamos conseguindo.
É um grande desafio e vamos adiante.
Gostou?
Fico por aqui.
Um abraço.




domingo, 7 de julho de 2019

Eventos de ecommerce 1

Fala pessoal do blog.

Hoje vou resumir alguns eventos e fotos com algumas informações interessantes do ecossistema ou da bolha de comercio online.

Como falei em um outro artigo sobre a bolha, interessante observar que quando você participa com frequência dos eventos de um determinado setor, é possível identificar que várias outras pessoas estão participando também. Gosto de pensar que tem muita gente correndo para o sucesso, e por isso não podemos parar e temos que ir também, pois, se ficar parado no mundo online, vai ficar muito defasado de técnicas e ferramentas.

Recentemente fomos na #b2wmarketplace mais conhecimada como Americanas.com, uma manhã com muitas informações interessantes da maior plataforma de marketplace do Brasil.


Veja a frase acima, pense comigo, faz sentido?


Também explicaram que para estar no buy box é necessário ter um preço competitivo, um frete interessante, o prazo não pode ser um absurdo e a operação tem que ter o index alto. 


Somente esta imagem explicando toda a jornada de compra do cliente já é uma aula.


Várias vezes explicam para os Sellers a influencia que os detalhes de um anuncio tem na experiencia de compra do cliente.

Por coincidência no período da tarde do mesmo dia tivemos o encontro da #Magalu, uma plataforma que vem crescendo muito e com uma equipe muito atenciosa.






Apresentaram os drivers de 2019, muito interessante.


Os próximos eventos e já estão falando de Blackfriday. 


Mais algumas dicas dos pilares para vender mais.


Uma dica interessante é o blog deles. Muito bom.


Será que vale esta foto?


Com todo conhecimento adquirido, lancei uma série de palestras sobre ecommerce, com a ideia de retribuir o conhecimento com quem está iniciando e com dúvidas.
vejam abaixo e venham participar.



No próximo post, trarei detalhes do #b2wsummit2019 

Fiquem com Deus e até...

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Dica de leitura do livro - Você não precisa ser um tubarão. Crie o seu próprio sucesso.


Nos negócios, ou você cresce depressa ou morre lentamente.


Ótima frase do livro do Robert Herjavec, uma estrela do programa Shark Tank – Você não precisa ser um tubarão. Crie o seu próprio sucesso. O Brasil passa por um momento crítico, mas não vamos ficar aqui lamentando, vamos adiante, pensar em inovar, em empreender em pensar fora da caixa.


Por isso gostei muito do trecho da página 195


A abordagem “Balde de água fria” de Herjavec sobre abrir a sua própria empresa.
Cerca de 50 % de todas as novas empresas fracassam em seu primeiro ano. Fracassam por várias razões, entre as quais:

  • Falta de dinheiro – não há o suficiente para começar.
  • Falta de experiência com o mercado - não saber tudo que precisa de início.
  • Falta de experiência gerencial – não entender a complexidade do negócio.
  • Administração de dados e controle financeiro ruins – não saber para onde o dinheiro está indo.
  • Planejamento ineficaz – decisões intuitivas não levam você muito longe.
  • Equipe ruim – o seu cunhado pode não ser a melhor escolha para administrar o escritório.
  • Timing ruim – o seu produto ou serviço não pode chegar cedo demais nem tarde demais.
  • Condições econômicas – pular em um mercado em baixa sem a habilidade de tirar vantagem disso.
  • Status pessoal – a juventude traz energia, a idade traz sabedoria; quando você dispõe das duas em quantidades suficientes?
  • Falta de parceiros qualificados – pode ser que você não consiga fazer tudo sozinho.

Olha que legal algumas frases que grifei do livro:

  • Um objetivo sem planejamento não passa de um sonho.
  • É difícil imaginar qualquer aspecto da vida que não se beneficie do conhecimento e da prática de fazer uma venda.
  • Você precisa se vender em um encontro amoroso e vender aos seus pais a ideia de que podem empresar a chave do carro. Em última análise, você está nada mais do que vendendo as suas habilidades de funcionário ao recrutador na sua primeira entrevista de emprego – e em todas as outras que virão.
  • Assim, vender é a base de qualquer relacionamento, seja pessoal, seja de trabalho.


Em uma parte do livro, exatamente na página 112 ele traz uma motivação a quem deseja pivotar na carreira profissional.

Dez coisa que você precisa saber quando faz uma mudança em sua vida.

  1. Seja disciplinado – desenvolva e mantenha uma ética de trabalho.
  2. Seja focado- concentre-se na tarefa do momento; quanto maior o desafio, mais afinado o foco. 
  3. Seja competitivo – acolha a competição e aceite que a vida raramente lhe oferece algo valioso que outra pessoa não tentará conquistar com ela.
  4. Seja engenhoso – utilize-se de todo recurso que tiver disponível.
  5. Seja apaixonado – quanto mais acreditar no seu produto e em si mesmo, mais sucesso irá alcançar.
  6. Seja aberto – adote uma postura que lhe permita “ pensar fora da caixa” quando necessário.
  7. Seja persistente – prepare-se para ouvir não, mas não deixe isso desencorajar você.
  8. Seja curioso – procure novos caminhos de aprender sobre os clientes, as suas preocupações, os seus negócios, as suas personalidades.
  9. Seja confiante – sem ser arrogante.
  10. Seja feliz – tente ser a fonte de alegria para os outros; mais do que quase qualquer outra qualidade, essa atrairá as pessoas a você.
O livro vai contando a história da carreira profissional e das habilidades dos vendedores, vejam abaixo cinco coisas que profissionais de vendas devem saber. P.135

Para os compradores, a experiência de venda – o relacionamento e a troca entre comprador e vendedor – é tão importante e influencia tanto quanto o preço e o desempenho do produto.

1. Eles entendem o que estão vendendo e por quê.

2. Eles sabem as diferenças entre atributos, vantagens e benefícios – e o poder da emoção.

Aqui estão algumas palavras-chave que servem como conectoras emocionais e a resposta que pode ser gerada entre os compradores:

  • Conforto – os clientes experimentarão luxo e satisfação.
  • Conveniência – terão um item importante à mão, de fácil acesso.
  • Eficiência – eles serão mais produtivos com o seu tempo e a sua energia.
  • Moda – eles ganharão estilo e ficarão por dentro das tendências seguidas pelos amigos.
  • Diversão e felicidade – irão desfrutar da soma de todos os benefícios emocionais associados ao produto.
  • Lazer – eles terão mais tempo para relaxar e aproveitar a vida.
  • Paz mental – eles não se preocuparão com algum aspecto da vida que ameaça atormentá-los
  • Segurança – eles e as suas famílias não correrão perigos, como crimes, estresse financeiro, ameaças climáticas etc.
  • Status – os seus amigos os admirarão e sentirão até inveja depois.
  • Sucesso – eles terão alcançado (ou parecerão ter alcançado) uma meta importante de vida.

3. Eles aprendem tudo que for possível sobre os compradores e os seus interesses.

4. Eles descobrem o que os clientes podem saber sobre eles.

5. Eles revisam a sua apresentação de venda e visualizam o seu sucesso.

Finalizo esta publicação com uma frase fantástica que está na página 237




“ o maior perigo para a maioria de nós não
está em traçar um objetivo muito alto e ficar
aquém dele, mas em traçar um objetivo
muito baixo e alcança-lo”
- Michelangelo Buornarroti

Fiquem com Deus e até o próximo post.



Nivaldo J Silva

sábado, 15 de junho de 2019

A plataforma de Marketplace MercadoLivre parte II


Todos marketplaces possuem um sistema de avaliação do seller, no caso do mercado livre, eles vêm mudando com frequência, deixando mais difícil para o vendedor se manter na cor verde, vamos explicar como funciona:


Existem 5 faixas de cores, do vermelho ao verde escuro, além de chegar ao verde escuro, ainda é possível ser mercado líder, mercado líder gold, e por último mercado líder platinum.



Todos estes níveis de vendedores, são avaliados de acordo com a número de vendas realizadas, entregas no prazo ao correio, taxa de reclamação e taxa de cancelamentos das vendas, além de número de vendas realizadas nos últimos 3 meses.

Ao obter um nível máximo o vendedor terá seus anúncios destacados no resultado da pesquisa, possibilitando um maior número de vendas por conta da reputação.

Digo possibilitando, por conta de estar em primeiro não ser um fator que garante a venda, o prazo de entrega é o principal critério atualmente que os clientes estão checando, mas claro que ajuda muito, e para evitar cair os pontos, seguem algumas recomendações que ajudam muito.

Ficha técnica é onde o cliente tira todas as suas dúvidas, neste campo podemos evitar reclamações, cancelamentos e aumentar as vendas. Geralmente os fornecedores disponibilizam muitas informações, mas ao longo do tempo, inclua mais informações que forem surgindo, por exemplo, se um cliente faz uma pergunta, é provavelmente uma oportunidade de incluir a resposta na descrição, ou deixar mais claro. Algumas informações da descrição fornecida pelos fabricantes são elaboradas pelos engenheiros e os usuários tem outras dúvidas. Já aconteceu também de ter uma descrição muito extensa, os clientes tinham dúvidas de dados que estavam lá na descrição, mas não encontravam, trouxemos para o inicio da descrição aquela informação, e pronto, não tivemos mais perguntas iguais aquelas...

As fotos são fundamentais para garantir um bom anúncio, elas devem ter um fundo em branco, mostrar vários ângulos possíveis do produto a ser oferecido, podendo ter um zoom em algum destaque do produto a ser vendido, se conseguir fotos exclusivas é melhor ainda. Também é possível incluir vídeos dos produtos no anúncio do ML, caso seu fornecedor não tenha nenhum vídeo, pegue um bom celular e grave um vídeo apresentando o produto que está oferecendo. O Mercado Livre calcula a taxa de conversão que é o resultado da quantidade de vendas dividido pelo número de visitas recebidas em cada anúncio.

Vários anúncios em uma única conta: o mercado livre permite criar alguns para o mesmo produto, desde que seja com publicidade diferentes, como a condição de pagamento à vista em um anúncio e parcelado outro, também para o caso de produtos que possuem mercado envios que pode ter um diferente de frete grátis ou por conta do comprador, só neste exemplo seria possível publicar 4 diferentes ofertas, desta maneira acaba ajudando na exposição do item que deseja vender.



Existe algumas situações que o vendedor pode perder seus pontos e ficar em um nível vermelho ou laranja, o que dificulta a venda, neste caso vender a preço de custo algum produto de baixo valor para alcançar o nível de vendedor verde pode ser uma solução para retornar a nível de vendedor confiável, caso não consiga reverter esta situação a sua conta não sairá do vermelho e os compradores por sua vez não escolhem seus produtos. Neste caso o gasto da venda deve ser considerado como investimento. Veja abaixo as taxas e custos cobrados pelo Mercado Livre.

Atualmente o mercado livre avalia o vendedor que responde mais rápido, um comprador que tenha uma dúvida, faz uma pergunta no site e fica aguardando a resposta do vendedor, caso demore muito, pode acontecer de perder a venda, pois o cliente quando envia uma pergunta, ele aguarda uma resposta o mais rápido possível, inclusive a noite e durante o final de semana. O mercado livre avalia como nível de excelência o tempo de 60 minutos.
Para tudo isto muitas vezes é necessário manter um plantão entre a equipe para que realmente responda rapidamente, . Neste caso a utilização do aplicativo do ML seria uma boa solução de mobilidade, pois as perguntas aparecem no app e facilita a resposta em qualquer local com acesso à internet. Claro que cumprir com o prometido ao cliente ajuda a evitar reclamações, as principais são por conta de prazo de entrega.

Frete grátis se for o caso é uma boa opção de diferenciação entre os concorrentes, só é necessário tomar cuidado, pois os valores oscilam muito e muitas vezes pode consumir uma boa parte do lucro.

Tempo de envio é um dos principais pontos a ser avaliados, existem algumas opções de envio quando anunciamos, uma delas é quando vai por mercado envio, nesta opção o produto tem que ser enviado no prazo de até 24 horas nos correios. Produtos que não seja possível enviar pelos correios, são enviados por transportadoras, neste caso é importante destacar este ponto com o cliente na negociação, pois, será necessário pagar o frete.

Taxa de reclamação, é o comparativo entre as reclamações e a quantidade de vendas realizadas. a exigência está em 3% para manter o nível de excelência. Procure responder todas as perguntas de maneira que não fique nenhuma dúvida com o cliente, se perceber que há muita dúvida, tente descrever o produto e seu funcionamento de forma mais clara possível. Muitas vezes o cliente está comprando com pressa e não percebe algum detalhe de capacidade ou dimensão, e quando chega o produto ele abre a reclamação. Outra dica é falar com o cliente que não há necessidade de abrir reclamação, se dispõe para solucionar o mais rápido possível.

Taxa de cancelamento, é o calculo do número de cancelamento de vendas dividido pelo total das vendas. Vale as dicas acima, além de tomar cuidado com o controle de estoque, pois muitas vezes o cliente não tinha entendido que teria que aguardar, então ao ser informado que o prazo de entrega é x dias, ele cancela. Caso tenha produtos problemáticos que gerem muito cancelamento ou reclamações, procure outra categoria ou fornecedor. O nível de excelência é de apenas 2%


Falando em lucro, recomento um controle eficiente de cada venda, para acompanhar o lucro de cada venda, não deixe para fechar o controle de lucro no final do mês, acompanhe todos os dias, todas as vendas, se for necessário mude o valor para cima ou para baixo.

Para aprofundar mais no assunto seguem alguns links interessantes:
Especialistas em ecommerce, Mercado Livre e outros MarketPlaces

O momento é muito bom para o ecommerce e a retomada da economia vai proporcionar boas oportunidades, aproveite e visite os eventos que estão acontecendo em São Paulo sobre o comércio online.

Um abraço e vamos que vamos pra cima.

Que Deus nos abençoe.

Nivaldo J Silva, 
diretor do CIESP de Santa Bárbara d´Oeste,
diretor do e-Commerce www.LuGuicommerce.com.br